Em parceria com o Sebrae, alunos da EJA em São Sebastião iniciam curso gratuito na área de empreendedorismo

Notícias Últimas Noticias

A Prefeitura de São Sebastião, por meio das secretarias da Educação (SEDUC) e de Desenvolvimento Econômico e Social (SEDES), em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), iniciou, nesta segunda-feira (27),  o curso “Descomplique – Primeiros Passos”, do Programa “Empreenda Rápido”, para alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA) da rede municipal.

A capacitação tem duração de 20 horas e acontece até a próxima sexta-feira (1), atendendo cerca de 300 estudantes matriculados na EM Prof.ª Patrícia Viviani Santana, da Topolândia, e EM Prof. Antonio Luiz Monteiro, de Boiçucanga. Os participantes terão aulas sobre empreendedorismo, ideia de negócios, marketing, finanças e formalização, ministradas por facilitadores do Sebrae.

Para o aluno José Raimundo dos Santos, 48, o curso abre portas e cria oportunidades de trabalho. “Eu nunca pude frequentar a escola e agora eu chego aqui e tenho esse curso maravilhoso do Sebrae, eu só posso agradecer. Espero que essas aulas me ajudem no dia a dia e quem sabe eu também consiga ter o meu próprio negócio”, comentou.

O facilitador Lourival de Melo Júnior explica que a ideia da formação é mostrar as possibilidades do empreendedorismo. “Os estudantes vão poder aprender conceitos para a vida, tanto pessoal como profissional. A proposta é ajudar o participante a se conhecer e identificar seu potencial empreendedor, proporcionando confiança para empreender”, destacou. As turmas receberam apostilas e ao final do curso terão também certificado de conclusão.

Parceria com o Sebrae

Nos próximos dias, os alunos da EJA terão ainda a oportunidade de integrar o curso Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP), que tem como objetivo incentivar o espírito empreendedor e a orientação para os negócios. A proposta é que os alunos concretizem projetos em sala de aula, quando cada turma é protagonista, planeja, trabalha em equipe e, ao final, cria suas próprias empresas e comercializam produtos como artigos de artesanato, presentes, temperos, entre outros, com apoio de livros didáticos e o acompanhamento pedagógico da metodologia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *